Voto nulo não anula eleição, mas as eleições anulam o voto.

A soma das abstenções aos nulos e brancos superou o total de votos dos vencedores nas maiores capitais do país. Os defensores do voto no menos ruim, como se fosse um dever a escolha entre o azedo e o podre, continuam a discursar contra os que optaram por discordar do sistema e mandaram para as cucuias a mentira democrática embutida na obrigatoriedade do voto. Sabemos que voto nulo não anula eleição. Mas 32,5% dos eleitores no segundo turno disseram que não concordavam com a política do engano. O recado foi dado. É necessária uma reforma. A ideia de que vivemos em uma democracia é uma mentira da oligarquia corporativista blindada pela imunidade e pelo emaranhado de acomodações legais. Tudo começa com o nosso voto e depois continua com o deboche aos esquecidos, numa grande brincadeira nacional. Então, se as regras forem essas, é nosso direito dizer que não estamos mais interessados em brincar. Isto foi dito por 10,7 milhões de eleitores no domingo passado.

Voto nulo não anula eleição, mas sem uma reforma as eleições vão acabar anulando o significado do voto.

Explore posts in the same categories: Política, Realidade

Tags: , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: