Entre a cruz e espada. Entre a verdade e a panela.

No tempo das Cruzadas, os muçulmanos viviam um grande dilema: ou reconheciam a derrota, negando a própria fé e escolhendo a cruz, símbolo do catolicismo, ou eram atravessados por uma espada. Estar “entre a cruz e a espada” se transformou num ditado que expressa uma situação onde qualquer escolha leva à derrota. Ou você engole o sapo e dança, ou dança. Hoje, no dia Primeiro de Maio, Dilma faz um “remake” da expressão quando recusa a exposição num pronunciamento público. Podemos dizer que ela está entre a verdade e a panela. Ou confessa as verdades que o povo quer ouvir, ou não vai ouvir a própria voz afogada pelo panelaço.

Explore posts in the same categories: Política

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

2 Comentários em “Entre a cruz e espada. Entre a verdade e a panela.”

  1. Cesar Says:

    Nesse caso, nós que estamos no aperto. Ou confessa e continua impune, ou omite e continua impune. Enquanto isso tomamos cerveja, comemos carne e gritamos pelo facebook.

    • romacof Says:

      Cruz ou espada eram as opções para os muçulmanos. Você está certo! A Dilma só passa pelo constrangimento, mas escapa da conversão ou do castigo. Nós somos uma geração que faz revoluções virtuais. A esperança é que a virtualidade ilumine os votantes, para que os impunes, pelo menos, sejam afastados pelo sistemática eleitoral. Uma esperança já gasta – fazer o quê – mas é a que ainda não morreu.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: