Fica, Dilma!

O movimento verde-amarelo de 15 de março teve uma palavra de ordem: o “fora”!

O “Fora, Dilma”. O “Fora, Petê”! E o “Fora, Corruptos”!

O “Fora, Dilma” vai ocorrer, inevitavelmente, em 46 meses! Antes disso só por razões excepcionais que independem dos desejos do movimento. Ou seja: o “fora” vai acontecer.

O “Fora, Petê”, pelo andor da carroça, vai acontecer com a saída de Dilma, podendo se prever um gradativo esfarelamento prévio durante esse período. Mas isso também vai ocorrer não por força do movimento, mas como consequência do desgaste do partido que teve a chance de moralizar a política e a jogou fora. Porém a permanência do Petê no governo, após a saída de Dilma, também pode, remotamente, acontecer, pois Lula anda se desgrudando de Dilma e a fé no lulismo reza, todos os dias, para que ele volte pisando no pescoço de sua cria e diga, mais uma vez, que “nunca antes na história desse país” o povo foi tão facilmente governável. No entanto, sabemos que, mesmo isso, um dia vai acabar. Resumindo: pode demorar um pouco, mas esse “fora” também vai acontecer.

Já o “Fora, Corruptos” é mais complicado! Faça um pequeno exame de consciência. Não pense em milhões de dólares. Pense em conta de luz, em bujão de gás e caminhão de aterro. Pense inclusive no voto que foi vendido pela promessa de um favor que não chegou a se concretizar por falta de oportunidade. Para sustentar um grande corrupto, é necessária uma grande pirâmide de pequenos corruptores e na base dessa pirâmide estamos nós. Mas como podemos julgar o indivíduo pobre que vê na venda do voto a satisfação imediata de uma necessidade básica? Se um presidente de partido pode dizer que “não houve roubo, mas captação de recursos para custear um projeto de governo” um joão-ninguém pode, perfeitamente, deixar de perceber que há corrupção quando vende o voto para comprar o remédio do filho.

A consciência da corrupção necessita se formar, se avolumar e criar uma massa crítica, a partir da base da pirâmide. É claro que os exemplos e um pouquinho de boa vontade deveriam vir de cima. Mas entra governo e sai governo e não temos a sorte de assistir a essa surpreendente iniciativa. Esse último “fora” vai demorar, infelizmente!

A menos que Dilma faça o milagre de movimentar e espremer os legisladores para que criem uma lei específica, abrangente, universal, completa, severa, e imune às imunidades, contra a corrupção. Nesse caso nós poderíamos dizer: “Fica Dilma!”

Anúncios
Explore posts in the same categories: Política

Tags: , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

2 Comentários em “Fica, Dilma!”

  1. Alda Maggi Says:

    É, Doutor, certamente, não estaremos aqui para viver, o que realmente seria justo pra nós. O nosso dinheiro, usado em nosso benefício..


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: