Vendo uma refinaria de petróleo em bom estado!

Meu nome é Pedro Repolho. Sou prefeito de uma pequena cidade chamada Brasil da Beira da Serra. Na gestão anterior eu era secretário do planejamento e assinei a liberação da verba para a compra de um galpão de uma recicladora de lixo em uma cidade vizinha. O negócio, orçado inicialmente em quatrocentos mil reais, acabou saindo por um milhão e uns quebrados. Isso tudo porque no resumo do contrato que me foi apresentado não estavam enclausurados os parágrafos de umas tais oPTions, ou qualquer palavrão desse tipo. Conclusão: agora o Ministério Público quer me enquadrar no crime de responsabilidade fiscal.

Eles não estão nem questionando se eu pequei ou não! Eles querem que eu defina qual foi o meu pecado. Há os que dizem que eu fechei um olho enquanto a baba escorria por fora do contrato – podendo, até, não ter sido apenas conivente. Outros, mais bonzinhos, dizem que eu fui incompetente. Estou fu, de qualquer jeito! Vejam os riscos que a gente corre quando abraça uma bronca dessas!

Nessas horas eu queria ser amigo do Planalto – essa entidade etérea, onipresente, multifacetada e acéfala, que se preocupa apenas com a governabilidade, ou com o plano de manutenção do status quo, e está defecando e deambulando para os mortais comuns.  Não teria que explicar nada! A subalternidade que rebolasse pra limpar as cagadas. Eu estaria blindado! Afinal, tenho coisas mais importantes com que me preocupar! Além do campeonato estadual de futebol, há a reeleição! O importante é manter as aparências para que a foto do banner não fique borrada .

Garanto que, se isso tivesse acontecido para um amigo do Planalto, dariam um jeitinho e dividiriam o prejuízo entre os usuários do material reciclado. É só botar uns centavos a mais aqui e ali e chutar uma bola verde-amarela pro meio da rua. A coisa ficaria tão diluída e o povo tão feliz que ninguém ia se dar conta. É lindo ver a boiada pastando ao som do berrante! E, além do mais, se o pessoal da intriga formasse uma daquelas Combinações Para Iludir e remexesse na coisa até feder, de tal forma que fosse impossível evitar um julgamento, ouvi dizer que nas terras do Planalto há uma coisa chamada embargo infringente, uma mágica tão poderosa que é capaz de virar o placar de um jogo, mesmo que ele já tenha acabado.

Ser amigo do Planalto é outra coisa!

Explore posts in the same categories: Piadas, Política, Realidade

Tags: , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

2 Comentários em “Vendo uma refinaria de petróleo em bom estado!”


  1. Aos amigos do rei, os favores da lei.
    Aos inimigos do rei, os rigores da lei.

    Pela primeira vez neste país estamos assistindo um governo extremamente eficiente… Em aplicar esse ditadinho.

    • romacof Says:

      Preocupante. Nos deixa com aquela sensação de indignação impotente. Mas, já que pago a conta do mau negócio, nada impede que eu me divirta um pouco.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: