O porquê dos quebrados!

Apareceu no jornal.

Como reflexo das pressões exigindo transparência, foram listados os nomes dos cargos comissionados ligados aos deputados gaúchos com seus respectivos rendimentos. A lista informava que um dos CCs recebia R$ 23.117,93 mensais. Não vamos entrar no mérito do merecimento pelo valor recebido; uns ganham um mil e poucos reais enquanto outros ganham vinte e três mil e poucos reais mensais. Pode ser que aquele que ganha mil e algo seja um “ofice boy” e o que ganha vinte e três mil e algo seja um “assessor jurídico, altamente qualificado e indispensável no entendimento dos meandros legais que envolvem a coisa pública!” Só pelo comprimento da explicação da função já é possível perceber que deve haver uma qualificação diferenciada entre esses CCs. Estou apenas teorizando sobre as funções de cada um para tentar entender o fato de um ganhar 3 salários mínimos e o outro ganhar 34 salários mínimos. Devem existir razões justas que determinam esses extremos e não nos compete pré-julgá-las.  (Embora aqui possamos abrir um longo capítulo sobre o que é de bom tamanho ou não!)

Mas o que eu gostaria mesmo de entender é o quebrado! Mera curiosidade de um leigo que, na prática, está pagando pelos salários do CCs, e dos deputados! Qual o artifício contábil que produziu aqueles 117 reias? E mais: os 93 centavos?

Parto do princípio que um funcionário público concursado tem os seus rendimentos calculados em cima de uma série de variáveis que incluem plano de carreira, tempo de serviço, bonificações por atividades extras, referências à seguridade social, ao imposto de renda, aos auxílios que englobam doenças, família, locomoção, cesta básica, e por aí vai, na costumeira prodigalidade de nomes que justificam os remendos ao ganho original, todos projetados das percentagens fracionadas de uma referência que já não é inteira e que dá um bom trabalho aos departamentos contábeis.

Quando contrato um pintor para dar um upgrade ao visual de minha casa eu pergunto, depois de sua avaliação: “E então? Quanto você acha que vai sair a mão de obra?” E ele responde: “O meu preço vai ficar em sete mil reias!”. Eu o estou contratando como uma pessoa de confiança, que vai entrar na minha casa para pintá-la. Em última análise ele vai ocupar um CC temporário! Posso aceitar o preço ou tentar negociar. Mas se ele dissesse que o seu trabalho custaria R$ 7.117.93 centavos eu acharia, no mínimo curioso! Eu ia querer saber o porquê dos quebrados.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Política, Realidade

Tags: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

4 Comentários em “O porquê dos quebrados!”


  1. Os quebrados servem para sustentar os que não são íntegros.

  2. Ly Says:

    Pura ilusão,rs.
    Se o preço for 1,99 o povo tem a ilusão de que NÃO é 2,00.

    A mesma coisa acontece com a propaganda das lojas.
    Se paga não sei quantas prestações de 49,90.

    Ou o motivo de gostarem de escrever liquidação em inglês.

    Ou ainda o gosto exagerado de jargão,juridiquês,será que é para que a gente não possa entender?

    Gostaria de entender…

    • romacof Says:

      Um dos prefeitos da minha cidade tinha uma borracharia. Quando argumentávamos com ele que era necessário trazer escolas e cursos profissionalizantes ele contra-atacava: “Educar essa gente pra quê? Só pra depois eles pedirem aumento na borracharia?”

      Povo culto exige que os iniciados do poder elaborem uma prosa mais distante da compreensão da plebe! Vá que eles entendam e queiram argumentar! Se você disser por aí que “o poder executivo está concentrando seus esforços numa sistemática elucidativa e programática focada em objetivos a médio prazo que satisfaçam os justos almejos do cidadão comum!”, o tal cidadão comum ouviu e entendeu as duas últimas palavras. O resto é uma oratória danada de bonita, que deve ter dado um trabalho do cão pra bolar, imagine então o suor pra por em prática!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: