Furos na Constituição

Independentemente do resultado final, até o momento o Supremo Tribunal Federal deixa claro o que o cidadão comum deve pensar sobre a lei que rege o país. Quatro ministros dizem uma coisa e quatro ministros dizem outra bem diferente. O grupo Barbosa determina que os parlamentares julgados e condenados não podem continuar exercendo os seus cargos. O grupo Lewandowski afirma que a destituição dos réus condenados cabe ao Legislativo. Uns se apoiam na lógica do Código Penal e outros nos contracensos da Constituição.

Pense como um leigo! Se nem os juízes do Supremo chegam ao um consenso sobre uma questão transbordante de obviedades, como nós, pobres mortais, podemos saber o que é o certo e o que é o errado na Constituição? Qual vai ser o significado do Supremo, e do termo supremo, se for devolvida ao Legislativo a palavra sobre o que deve ser feito com os mandatos daqueles que já passaram por CPIs, julgamentos e condenações num processo tão longo que beira o esquecimento? Como pode uma Constituição tropeçar em seus incisos para criar tantas interpretações? Como pode uma Corporação Fisiológica continuar a exigir os seus direitos contra a opinião maciça da sociedade?

Uma coisa é certa! Quando é possível chegar a um quatro a quatro numa questão como essa, podemos concluir uma de duas coisas: ou as cabeças dos juízes estão tirando par ou ímpar, ou a lei é torta.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Leis, Política, Realidade

Tags: , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

5 Comentários em “Furos na Constituição”

  1. camargo Says:

    a constituinte foi uma farra… só serviu pra prepara um Brasil ainda mais corrupto e dar uma alta grana extra aos que a fizeram. Da confusão surge o espertalhão… e a nossa constituição é confusão pura.

    • romacof Says:

      Essa é velha e batida: aquele advogado das altas rodas, no leito de morte, lia sofregamente a Bíblia. A freirinha pura comentou: “Veja que bonito! Nunca é tarde pra uma alma pecadora fazer as pazes com Deus”! A madre, mais vivida, rebateu: “Antes fosse! Ele está é tentando desesperadamente achar uma brecha na lei!”
      Parece que nossos legisladores fazem as leis propositadamente com desvios. Eles sabem que conforme as circunstâncias podem estar de um ou do outro lado. E é necessário deixar uma brecha, pois nunca se sabe de que lado se estará.

  2. Li Says:

    A lei deveria ser a mesma para todos.

    Ainda sonho com uma patria amada.

    • romacof Says:

      Eu tenho sonhado muito! Quando a pátria entra nos meus sonhos a vejo má, dada, mamada, mas não amada. E quanto à lei pra todos acho improvável. Ela é feita por alguém, e esse alguém sempre vai pensar primeiro em si.

  3. Li Says:

    É verdade,mas enquanto existir sonho ainda resta alguma esperança…eu acho.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: