A aplicação da grosa na política.

Grosa é o coletivo designativo de doze dúzias. Ou seja: dizer uma grosa de um objeto qualquer é o mesmo que dizer 144 daqueles objetos específicos . Hoje essa medida de quantidade caiu em desuso, mas num passado recente era comum ver nas pequenas cidades do interior um caixeiro viajante, o equivalente a um vendedor ambulante que, trabalhando de forma independente, ou como representante de grandes lojas atacadistas da capital, oferecia seus produtos e os quantificava em grosas. O número 144, ao ser dividido por 2, 3, 4, 6, 8, 9, e 12 fornece resultados inteiros, e isso facilitava os cálculos envolvendo as mercadorias negociadas, com algumas vantagens sobre o sistema decimal.

Conta o causo que o velho Alphonso Herzverraten, o proprietário de um armazém do interior das Cachoeiras, enquanto limpava o balcão, com um olho num pinguço impertinente e com o outro nuns moleques que fuçavam no baleiro, atendia um vendedor, que, com um bloco de pedidos, perguntava e anotava:

 ― …e carretel de linha, seu Alphonso! Quanto vai?
― Bota uma grossa!
― …e agulha?
― Também! Uma grosa!
― …e botão, boto o quê?
― Bota uma grosa, também!
― Mas uma grossa é pouco, seu Alphonso! Se dá uma febre no mulherio de consertar camisa vai faltar botão!
― É mesmo! Bota meia dúzia de grosa, então!
― Alfinete?
― Também! Meia dúzia de grosa!
― Ah! E penico, seu Alphonso?
― Também… bota meia dúzia de grosa! ― respondeu o dono do armazém, distraído.
― Sóóó? ― disse o caixeiro viajante, meio rindo, como se fosse piada, mas vendo claramente que era distração do velho.
― Tá certo! ― respondeu Alphonso, não percebendo o absurdo da questão e entendendo a exclamação do vendedor no sentido literal. ― Bota uma dúzia de grosa, então! ― E deu um pito na gurizada que misturava as balas no baleiro.

O vendedor, velhacamente, anotou o pedido e foi embora.

A atual geração dos Herzverraten, a que herdou o armazém, até hoje tem um depósito com muitas e muitas grosas de penicos. Eles são pessoas honestas e trabalhadoras que pagam rigidamente os seus impostos, e ainda arcam com os custos adicionais na saúde, na educação, e na segurança; que já foram pagas, mas não retornaram depois de caírem nos desvios da corrupção pública.  Agora, eles bolaram uma promoção e pretendem desovar o desconfortável estoque de penicos. Para quem comprar um fardo de papel higiênico eles estão dando de brinde um penico com a foto de um político colada no fundo. E o cliente ainda escolhe a foto.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Piadas, Política, Realidade

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

4 Comentários em “A aplicação da grosa na política.”

  1. cerbero62 Says:

    estranhamente eu fiz um comentário hj mais cedo… mas não apareceu… to tentando de novo.

    o que eu falei antes é que os caras vão ficar ricos, podem até mudar de comércio…

    • romacof Says:

      Os netos do Alphonso já encomendaram doze dúzias de grosas de penicos para dar de brinde, como moldura do retrato do político preferido do freguês (ou seu desafeto)… não estão dando conta de vender papel-higiênico. Lá nas Cachoeiras chamam o fenômeno comercial de Operação Bundas Limpas.

  2. Li Says:

    Adorei…..farei meu próprio penico,na próxima eleição,como chapeu,rs.

    • romacof Says:

      Há 60 anos eu aprendi a mijar sem as fraldas graças ao meu avô materno, que tinha um desafeto com um político da época. Ele colou o santinho do cara no fundo de um penico e todos batiam palmas quando eu acertava o meio do penico!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: