(vá à) “Merda” (ou será “Quebre a Perna”?)

  1. Vá a uma escola sem material ou cadernos e se pergunte: as traças que comeram este papel não são as mesmas que vivem nos arquivos da Polícia Federal?
  2. Vá a um orfanato e se pergunte: Afinal? O que nos sobram? Crianças que merecem adoção ou juízes sem noção?
  3. Vá à rua e mire o semblante de quem corre em suas lidas. Serão os mesmos vagabundos que roubam da nação?
  4. Vá ao espelho e veja a cara do otário que lá está! Você se lembra dele na última eleição?
  5. Vá a sua sala e ligue a televisão. Você acredita mesmo nas promessas ditas às avessas por aquele sorriso canastrão?
  6. Vá à fila de emprego (se você não for um ministro) e espere heroicamente!  Será o seu histórico ou o seu dossiê que lhe pedirão?
  7. Vá ao banco e pague o seu imposto. Seja emotivo e se despeça do dinheiro. Você o verá novamente no iate de um político ou de um banqueiro.
  8. Vá a um discurso qualquer, mas não mude de partido. Eles são irrelevantes. Todos falam a mesma língua. Abra os olhos e verá as mesmas farsas alternantes.
  9. Vá ao sanitário e pense. Na Alemanha o que eu cago vira energia. Aqui a minha energia a quem pago?
  10. Não vá a lugar nenhum! Nem mude de idéia! Isto aqui é só de ler e pensar. Talvez você ache graça! Talvez você até chore… mas se uma única lágrima cair… ela vai valer meu penar.
Anúncios
Explore posts in the same categories: Listas, Realidade

Tags: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

15 Comentários em “(vá à) “Merda” (ou será “Quebre a Perna”?)”

  1. Li Says:

    Gostei,posso colar no meu Vagalume?

    Quem sabe se fizermos ecos dessas coisas e de outras mais….alguém escute,porque eu acho que pensar deve doer pra burro,rs!


  2. É…
    Quando te tocares de que a única alternativa que lhe resta é a tua, o teu jeito, a tua maneira (seja ele um “jeitinho” com um sorriso sem graça de quem peidou no elevador, ou um arrastar de ladrão com a própria carroça de tamanha indignação frente a falha “sistemática do sistema”) te aborreça, te frustre, chore pelas crianças, tome um chá ou uma cachaça e volte a levantar ao nascer do Sol para mais um “hoje é o dia”. mas não te surpreendas, é apenas mais uma prova de o quão podre é o sistema!

    jaime

  3. Li Says:

    Obrigado.
    Quando nada podemos fazer…..podemos fazer eco.
    Ecos podem ser perigosos…..existem as avalanches.

  4. camargo Says:

    bem, eu continuo com a proposta: não votar. O político tem dois interesses em mim e em vc… nosso dinheiro e o voto. Um está diretamente ligado ao outro. Um o leva ou mantém no poder, o outro… ah! o outro! Quantas maneiras encontraram de nos surrupiar (viu que as obras da copa do mundo entram em regime de urgência?)… Então, se não há como evitar que nos roubem, não vamos dar a eles a única coisa que ainda temos e que lhes interessa. Votar, não.

  5. Umav Ozatroz Says:

    Não tenho mais lágrimas:
    Escoavam abundantes mas já secaram.
    Em seu lugar sufocante me deixaram
    Rouca voz para lástimas.

    • romacof Says:

      Uma rouca voz atroz,
      lastimando o fim,
      já é uma lágrima seca.
      Acho que valeu a pena;
      (Valeu… valeu, sim!)
      Saber que há ecos e rimas…
      sinas, neste mundo feroz.

      • Umav Ozatroz Says:

        Excelente, caro amigo!
        Ao me deparar com dilemas
        Tendo apenas eco comigo
        A responder meus problemas
        Com mais dilemas e problemas
        Do que escutar consigo,
        É bom saber que mais amenas
        Minhas penas serão contigo,

        Assimétrica voz amiga.

        • romacof Says:

          Caro Ozatroz! Seja bem vindo a este porto.
          Nem sempre você encontrará ondas ritmadas
          (pois o poeta às vezes está morto!).

          Mesmo sem seu aval seu blog será linkado!
          Pra quem busca ecos nas ocasionais paradas
          pode ser um prazer! Pode ser um achado!

          • Umav Ozatroz Says:

            “Quando em Roma, faça como os romanos.”

            Acho que posso me acostumar à prosa ocasional, ainda que sem pedido formal ou aval. Aproveitando a presteza, também ao seu blog linkei. Não por mera troca de gentileza, mas porque de fato gostei: tão incomum hoje encontrar, em um mar de ecos boçais, voz diferente a falar e ecoar sentimentos iguais.

            Até mais.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: