Vamos continuar pagando a conta?

Antes as pessoas tinham que trabalhar porque não estavam com a vida ganha. Hoje elas tem que trabalhar porque não estão com a ficha suja. Ter ficha suja deixou de ser demérito. É status. É motivo de glorificação e fator de reeleição ao sabor do escárnio. Ter a ficha suja significa estar envolvido nas negociatas feitas com o dinheiro público pegando rebarbas aqui e ali. É estar no âmago do poder, usufruindo das urdiduras fisiológicas em prol da permanência da corporação, às margens da lei aplicável aos comuns sem ser a priori um marginal, pois o texto da lei se acocora para abraçá-los com uma choca acolhedora. Ter ficha suja é poder usufruir do horário político gratuito na televisão e sorrir as mentiras sistemáticas que os perpetuam no poder graças à crendice e ao aculturamento popular. Lutar contra isto deixou de ser um direito nosso. Passou a ser uma obrigação.  Posso até a acreditar no voto como instrumento de mudança, mas uma doutrinação prévia é absolutamente necessária. Acredito na informação virtualizada, inteligente, onipresente, não tendenciosa, educativa, passada meio a meio via internet. Se a mente do povo é bombardeada pela lesma lerda de sempre nada impede que seja bombardeada pela vaga de lumes, parafraseando Lya. A luz de um vagalume é nada. A luz de um milhão de vagalumes é uma vaga luminosa contra a escuridão. Estamos em guerra. Guerra contra o desrespeito por nossa inteligência. Guerra contra o inútil pago por nós. Guerra contra a morosidade ladra e incompetente. Vamos apoiar aquele raro político que dá sinais de que está acordado e trabalha. Mas vamos matar a grande massa de incapazes com as armas que a própria democracia nos faculta. Ou o brasileiro aprende a votar e transforma o país ou vamos continuar pagando a conta de um bordel superfaturado.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Política, Realidade

Tags: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

8 Comentários em “Vamos continuar pagando a conta?”

  1. Li Says:

    Começo a acreditar que o voto foi tudo que nos restou.
    Ele não depende do congresso,nem do poder
    de uns e outros.
    Para assumir o mandato o político necessita de uma certa quantia de votos,não vamos permitir isso.
    Essa soma nos diminui,ela subtrai nossos direitos,e nos deixa indefesos nas mãos de
    quem joga contra nossos interesses.
    Sempre vai haver quem vote neles,não importa.
    Temos que inundar nossos espaços com a luz verde
    dos pirilampos da conscientização.
    Temos quer ser multiplicadores dessa consciência.
    Temos uma poderosa ferramenta,a Internet.
    Temos nossas vozes.
    E temos o desejo de mudar nossa sociedade.

    É um começo.

  2. camargo Says:

    ótimo post… não podemos parar,temos que levar a idéia adiante. Não temos saída, a não ser lutar, limpamente.

    ainda continuo sumido do mundo blogueiro, mas não é sem motivo. De forma inédita para mim, meu próximo livro tá saindo numa velocidade estonteante. Mandei o original para a editora no dia 25/02… é provável que a primeira edição saia até o dia 20/04. Então é fácil imaginar como ando entretido no processo…

    quanto ao comentário sobre o Pierre, estou devendo mesmo uma explicação. Eu fiz um comentário razoavelmente técnico, achei que estava técnico demais… voltei, modifiquei, deixei mais informal… daí meu editor me mandou um pacote de informações para processar e acabei deixando para dar retoques no dia seguinte. Porém, no dia seguinte… onde estava o arquivo Pierre?
    Devo ter deletado com alguns outros, sem querer. Cheguei a instalar o Recuva, que recupera arquivos perdidos. Cheguei a achar o arquivo nos recantos perdidos da máquina, mas ele não estava mais em condições de ser lido… Confesso que fiquei frustrado e, diante do atropelo do meu livro, acabei deixando para uma sequências de amanhãs reescrevê-lo.

    Mas posso dizer que é uma história tão boa e rica, que não pode ser comentado em poucas palavras. ESpere eu ter tempo para reescrever.

    • romacof Says:

      Não tenha pressa. O Pierre ainda andará por aí quando conseguirmos cometer humanicídio. Sucesso no novo livro. Quem semeia idéias colhe consciências.

  3. Franci23 Says:

    Pois é copiando em partes o início do seu texticulo, antes as pessoas tinham que trabalhar por que não estavam com a vida ganha, hoje trabalhamos para sustentar os ficha suja.


  4. Sabe qual é o problema de “votar bem”? É que não há alternativas para fazer isso. Ainda. 🙂


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: