(29)Pierre, meu alienígena de estimação (partes 77 a 80 de 101)

(Para saber como começou clique aqui!)

077

“Como? Sumiu?” Disse ao telefone enquanto me preparava apressado para voltar pra casa.

“Sumiu!” Dizia Sofia desconsolada. “Caiu e sumiu!”

“Dona Sofia! Dona Sofia!” Ida chamava da porta da frente de sua casa. “Eu vi quando um carro parou e prestou socorro ao Sr Pierre.”

“Espere! Parece que Ida viu alguma coisa.” Gritou Sofia. “Como é que a Sra. sabe que a pessoa que parou foi pra socorrê-lo? A Sra. conheceu a pessoa?” Perguntou Sofia ao mesmo tempo preocupada e revoltada com a situação, pois sabia que os que haviam atacado Pierre estavam de acordo com Adolf.

“Eu conheço o homem. Ele é um dos médicos do Pronto Atendimento, ele…”

Sofia não prestou atenção no resto. Furou meus tímpanos enquanto gritava: “Pronto Atendimento. Ele foi levado pra lá. Vá direto…”

078

O Pronto Atendimento Regional ficava na cidade mais próxima há uns 15 minutos pela estrada principal. Era um formigueiro com cem guichês e mil lugares para se enfiar um alien inconsciente. Eu estava perdido. Fazia perguntas sintéticas: “Paciente muito branco, magro, alto, desmaiado, trazido por médico que trabalha aqui.”

No quarto ou quinto balcão houve um eco: “Sei. É o albino que o Dr. Douglas levou para a ressonância. Tenho o nome aqui: Le Vêe, Pierre?”

“Sim. Sim. Ressonância?”

“O Dr Douglas assistiu quando esse senhor foi atacado. Ele teve uma contusão muito forte na cabeça. Foram feitas radiografias e agora está sendo feito um exame mais detalhado.”

“Onde é o setor em que são feitas as ressonâncias?”

“De qualquer forma o senhor não pode entrar lá… é familiar do paciente?”

“Como um irmão… somos primos! Preciso falar com o médico.”

“Tenha calma…”

“Vou ter calma… toda a calma do mundo… mas agora me diga: onde-posso-falar-com-o-médico? Por favor!”

A atendente suspirou e mediu os potenciais transtornos que eu poderia causar e disse: “Tome! Esta carteira de identidade estava com ele. Venha comigo!”

079

“Fique nessa sala. O seu primo está sendo atendido e o médico que está lá com ele é muito competente. Vou informar que há um familiar do Sr Pierre aqui. OK?”

“Fico imensamente agradecido!”

“Como é o seu nome?”

“Michel.”

E a funcionária falou por um interfone com alguém. Eu sentei impotente e sem saber qual o estado de saúde de meu amigo. Estaria Pierre correndo risco de vida? Telefonei para Sofia e a pus a par da situação até aquele momento. Estando Pierre bem ou mal, todos os segredos dele estavam sendo desvendados em uma máquina de ressonância magnética. Nada poderia ser feito para evitar aquela série de eventos. E a nossa medicina não poderia fazer nada para ajudar Pierre se o caso fosse realmente grave.

080

O tempo pode ser uma constante, mas a percepção de sua passagem é totalmente relativa. Passaram-se 30 ou 40 minutos enquanto eu esperei na pequena sala. Sofia ligou duas vezes, aflita, e a minha resposta foi a mesma: estávamos em compasso de espera. Na segunda vez, instintivamente, disse para Sofia: “Querida. Vá ao banco e rape a conta.” Sofia quis uma razão, mas eu emendei: “E prepare uma bagagem leve do tipo tudo-do-qual-não-podemos-ficar-sem, incluindo o computador de Pierre. Use sua percepção…”

“Você acha que estamos enrolados?”

“Não sei!” Completei. “Pense nisso como uma alternativa… uma saída de emergência! Qualquer mudança eu ligo. Um beijo!”

“Tome cuidado.” Disse Sofia e desligou.

(Continua aqui!)

Anúncios
Explore posts in the same categories: Contos, Pierre, o alien.

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

6 Comentários em “(29)Pierre, meu alienígena de estimação (partes 77 a 80 de 101)”

  1. Li Says:

    …………..

  2. Li Says:

    rsrsrsrsrsr…………só para saberes que estou acompanhando a odisséia do Pierre aqui na terra,rs.

  3. camargo Says:

    to pensando em publicar no blog um dos meus livros que ainda nao foram pro papel… humm, mais ou menos 300 páginas… seria uma maneira de manter o blog com publicações periódicas, malandramente como o senhor está fazendo e nos deixando em constante expectativa…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: