(26)Pierre, meu alienígena de estimação (partes 67 a 69 de 101)

(Para saber como começou clique aqui!)

067

E Pierre nos contou que pelos nossos conceitos ele seria definido como um ser humanóide, com membros mais esguios, um pescoço fino e uma cabeça em forma de pêra, com pouco queixo, praticamente sem orelhas ou nariz, e com grandes olhos negros, inclusive as escleróticas.

Disse também que suas mãos menores e seus cinco dedos bem alongados foram os detalhes mais difíceis de camuflar no traje experimental. Tinha pés muito semelhantes aos nossos com cinco artelhos. Os machos possuíam um pênis diminuto e dois testículos e as fêmeas órgãos sexuais internos semelhantes aos das mulheres, incluindo dois seios na parte frontal do tórax.

Acrescentou que a anatomia interna das duas espécies tinha evidentes diferenças, mas que a simetria e a funcionalidade dos órgãos equivalentes eram basicamente as mesmas.

Naquele momento interrompi: “Pierre, como você explica o fato de nossas espécies, originadas de pontos diferentes na galáxia, e com um abismo histórico de um bilhão de anos, terem tantos pontos anatômicos em comum?”

068

“Isto também intrigou os nossos cientistas quando estivemos por aqui há alguns milhares de anos, e há uma teoria bem plausível que explica nossas similitudes. Antigamente, há 58 milhões de anos, os Vêes viveram um período de expansão exploratória e há registros precisos de que visitaram o braço de Orion, e possivelmente o seu planeta no Paleoceno, uns 5 milhões de anos após o fim do Cretáceo, se estabelecendo por aqui durante muitos anos. O fato é que naquela época, assim como hoje vocês costumam ter animais de estimação, os de nossa espécie tinham o hábito de levarem em suas viagens mascotes de uma espécie ancestral chamada pipili, que havia chegado a um beco evolutivo, mas com os quais dividíamos a maior parte de nosso passado genético. Os pipili eram pequenos símios de olhos grandes e cauda longa. Na Terra se aproximaram dos társios, muito semelhantes em suas formas, e houve acasalamento entre as duas espécies. Algo que nos parecia impossível, mas que provava que tanto os társios como os pipili tinham uma história ancestral comum, impossível de ser determinada com precisão. Aparentemente os pipili que foram absorvidos pela população animal do planeta foram extintos com o passar dos anos mas do cruzamento com os társios surgiram novas recombinações genéticas, e aquela espécie, que em nosso planeta havia esgotado suas possibilidades abriu aqui uma nova porta, que está na raiz do aparecimento dos primatas ancestrais de vocês.”

069

“Deixa ver se entendi!” Eu disse, após um momento de reflexão. “Vocês descendem de um pipili…” Pierre concordou. “… assim como nós e a macacada toda descendemos do társio ou do filho de um társio com um pipili.” Pierre aquiesceu com um meneio simples. “Então somos aparentados de alguma forma e isto explicaria as semelhanças anatômicas entre as nossas duas espécies.” Outro meneio afirmativo. “E tudo que veio antes? É outra linha evolutiva? Como você explica esta estupenda coincidência envolvendo dois macaquinhos, de extremos opostos da galáxia, que acabaram procriado como se cromossomos fosse legos vendidos em qualquer esquina e com encaixes padronizados?”

(Continua aqui!)

Explore posts in the same categories: Contos, Pierre, o alien.

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

4 Comentários em “(26)Pierre, meu alienígena de estimação (partes 67 a 69 de 101)”

  1. Li Says:

    Confesso…..já desconfiava de algo semelhante,faltava a certeza,rs.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: