Quanto custa o Congresso Nacional?

Nós vamos pagar 921 milhões de reais por ano pelo Congresso Nacional, e ninguém é inocente para acreditar que nenhum desvio irá engordar estas cifras.

Quanto nós pagamos pelo Congresso Nacional? Peço o auxílio dos viajantes neste complexo exercício contábil. O Congresso Nacional, onde é exercido o poder legislativo da nação, é composto por duas câmaras: a Câmara dos Deputados, composta por 513 deputados, e o Senado, formado por 81 senadores. Nos estertores de 2010, graças a um esforço conjunto e urgente, enquanto as luzes estavam voltadas para as loas a Lula e Dilma, as duas casas se concederam para 2011 um aumento de 62%, destilando, dentro do mais puro espírito corporativista, um fino e estupendo deboche natalino que só os grandes canalhas podem perpetrar. A título de lembrança este aumento é significativamente maior do que qualquer inflação. É descaradamente maior do que qualquer compensação imaginada para os mortais comuns. E ainda é infinitamente superior a qualquer espasmo nos ganhos dos aposentados que já sustentaram este país. E estes mesmos senhores que legislaram em causa própria com tanta desenvoltura e desfaçatez são os mesmos que tão brilhantemente defendem arrochos salariais para a plebe em nome da governabilidade e da saúde das contas previdenciárias. São os mesmo que dão as costas às questões vitais e pedem vistas a projetos sociais alegando a necessidade de melhores análises. Estes são aqueles senhores recentemente eleitos por nós no processo democrático livre e compulsório, por mais paradoxal que isto soe. Esses senhores acabam de decidir quanto nós vamos ter que pagar irremediavelmente enquanto se pavoneiam e se divertem às nossas custas. Eis a conta, com arredondamentos para menos!

  • Um deputado ganhará 15 salários anuais de 26 mil reais e pequenas parcelas mensais de 92 mil reais para as “despesas” extras.
  • Um deputado federal por mês nos custará em média 123 mil reais. E por ano 1 milhão e meio.
  • A Câmara nos custará por ano 771 milhões e 552 mil reais.
  • Um senador ganhará 15 salários anuais de 26 mil reais e pequenas parcelas mensais de 121 mil reais para as “despesas” extras.
  • Um senador nos custará por mês 154 mil reais. E por ano um pouco menos de 2 milhões.
  • O Senado nos custará por ano um pouco mais de 150 milhões de reais.
  • Nós vamos pagar 921 milhões de reais por ano pelo Congresso Nacional, e ninguém é inocente para acreditar que nenhum desvio irá engordar estas cifras.
  • O parlamento composto por 594 parlamentares receberá 1 milhão e 807 mil salários mínimos. Portanto o trabalho de cada um desses homens vale mais do que o trabalho de 3.000 trabalhadores assalariados.  Cada um tem a obrigação de valer por 3000. De pesar por 3000. De merecer por 3000. De ter vergonha na cara por 3000. E de não roubar por 3000.
  • O aumento auto concedido vai desencadear o que já se convencionou chamar de “efeito cascata”, atingindo as esferas estaduais e municipais do staff político, assim como o poder executivo e o enclave judiciário. Portanto no mínimo triplique o primeiro bilhão.
  • O aumento de 62% ocorre paralelamente a uma inflação de 21% no mesmo período.
  • O Congresso não teve tempo, ou capacidade, ou inteligência para avaliar o aumento de 5,9% proposto para o salário mínimo, mas rapidamente encontrou justificativas para o próprio aumento. Legítima e emblematicamente cagando-e-andando para o apregoado rigor fiscal.
  • Depois do Natal, do Ano Novo, das Praias e do Carnaval, aqueles que já esqueceram o nome de seus candidatos, quando exerciam o seu legítimo direito de votar na maior e mais pujante democracia do planeta, também já terão esquecido o que está aí em cima. Pois somos um país de amnésicos.

É mais confortável ficar por aqui! Resignadamente aceitando esta contabilidade. Votando. Torcendo. Agredindo os adversários e defendendo emocionados e coléricos cores partidárias que nada significam.  Idiotamente chamando o juiz de filho-da-puta mesmo que ele seja nosso irmão. Babando e aplaudindo. E, quando eles, de todos os partidos, se reúnem nos acertos das contas que os favorecem, a massa, sorridente, deve apenas virar as costas para que os eleitos se posicionem mais comodamente e façam aquilo que sabem fazer melhor! Nesse momento, se a lubricidade lhe for prazerosa, você pode até gemer!

Logo depois vem o recesso parlamentar. Nós deveríamos fazer um recesso para lamentar. Mas isto não vai acontecer porque somos uma cambada de otários! Depois dizem que o palhaço é o Tiririca!

Anúncios
Explore posts in the same categories: Listas, Política, Realidade

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

5 Comentários em “Quanto custa o Congresso Nacional?”

  1. camargo Says:

    eu não tenho o problema de não lembrar em quem votei… não votei. Ao menos esse pequeno prazer eu tenho, ínfimo, diante de tanta canalhice. Não autorizei essa patifaria. Por enquanto, esse gesto náo tem significado e os idiotas do vamoquevamo democrático ainda vão dizer que eu deveria ter votado pra colocar lá os que não fariam isso. AHAHAHAHAH!!!!!!

    • romacof Says:

      Amigo! Seu comentário gerou outro post. Complementar ao atual. Tomei a liberdade de responder a você desta forma.E tomei a liberdade de editar o que você disse para os moldes do post. Um abraço. Critique-me se for o caso.

  2. aníbal dias Says:

    Lamentavel que os congressistas se digam legitimados porque a maioria da população votou.
    Não estaria na hora dessa maioria, então, protestar não voatando em ninauém.
    Talvez assism, o mundo veja que o nosso povo não comunga com essa baderna da nossa política.

    • romacof Says:

      Aníbal! A regra é clara: “Foi votado está legitimado… e TEM que votar! É O SEU, o meu e o nosso DIREITO!” Piada a parte todas as campanhas pelo não-voto esbarram na campanha (paga por nós) pelo voto consciente feita pelo governo. E entenda-se como consciente a atitude de votar (livremente) num Tiririca, para rebocar um Valdemar Costa Neto, para um partido nanico ganhar um ministério, criando um latro-feudo, e por aí vai! Como se um berro de NÃO QUERO NINGUÉM DESSA TROPILHA carecesse de consciência. Vá entender!


  3. […] você quer saber quanto custa a ponta (legal) do iceberg corporativo clique aqui! (valores não atualizados, embora eternamente […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: