A segunda eleição.

Não terminou no primeiro turno como previam os analistas. A trajetória deslumbrante de Dilma, após ter sido beijada por Lula e transformada numa princesa, foi prejudicada por quatro fatores: 1) o gol contra de Erenice Guerra; 2) a inexplicável quebra de sigilo bancário de tucanos 3); o desempenho pouco empolgante nos debates, provando que carisma não é um item que pode ser adquirido por osmose; 4) e o surpreendente crescimento de Marina, como uma terceira opção. Com os erros da primeira e os acertos da segunda quem ganhou fôlego foi Serra.

No segundo turno os vinte milhões que votaram em Marina têm duas opções: continuam com a vontade de querer mudar ou deixam tudo como está. Se Lula pudesse concorrer a um terceiro mandato estaria eleito no primeiro turno com uma votação proporcional ao seu índice de aprovação. Mas Dilma, definitivamente, não é Lula. Tem pavio curto e vocifera à menor contrariedade. Lula, esperto, sorri quando atacado. Assim desarma o atacante. Dilma se arma e contra-ataca. Instabilidade não é uma boa política.

Serra não tem forma. Ele não percebe, ou faz que não nota, quando lhe pisam no calo. É perda de tempo atacá-lo, pois não é possível saber se ele está ouvindo. Sem dúvida tem mais bagagem administrativa, mas às vezes é difícil saber se o país precisa de alguém que entenda de administração pública. Ou que trabalhe. Quem trabalha somos nós. Se os governantes, e os parlamentares, não atrapalharem já está de bom tamanho.

Pelo visto todo mundo vai votar! Então façam um favor ao país. Escolham aquele ou aquela que vocês acham que vai diminuir a corrupção.  Isto já seria o céu.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Política, Realidade

Tags: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

7 Comentários em “A segunda eleição.”

  1. ( Li ) Says:

    Claro que a Dilma ganha, mas foi bom não ter ganho de goleada como já contava o PT.

  2. ( Li ) Says:

    Entre o sujo e o rasgado…não sobra muita coisa.

  3. Jaime Says:

    Sabe que sempre que falo que vou votar na besta as pessoas acham que estou falando ou do candidato A, ou do B! quando uma das primeiras vezes que disse “vou votar na besta” um cara me disse:”Ela não é besta!”… e outro cara me disse noutra feita: “pra que falar assim? Antes votar na besta do que naquela vaca!”… ou seja, note que os que se “defenderam” ouviram “besta” como sendo o seu candidato preferido! interessante é que em nenhum momento eu estava falando dessas besta!

    • romacof Says:

      Muito boa! Gostei das “defesas” ao candidato de Cada-Um. Imagine o que Cada-Um pensa do outro candidato. Eu sei que você se referia ao demo, ao capeta, ao belzebú, ao demônio, ao diabo, ao chifrudo, e ao sem-nome (como se nome lhe faltasse), mas a correlação com todos os outros significados, exceto o do arco com gatilho da idade média, é irresistível, mesmo por que o significado de 666 escapa à maioria.

      • Jaime Says:

        EU SEI EU SEI… “parece o joãozinho com o braço em riste no fundo da sala após várias aulas só desenhando no caderno”…. mas vejamos…”Lamento por vocês todos,sobre a terra e o mar,
        pois o demônio enviou a besta com raiva,
        Porque ele sabe que o tempo é curto
        Que ele fez compreender que calculam
        O número da besta porque é um número humano
        É o número seiscentos e sessenta e seis.”… sabe o que é isso? se não… deveria escutar as mesmas músicas que eu! só o Rock salva!!! de qualquer maneira… “hebraicamente falando”(mas que termo hein?) cada letra é um número… e a soma das letras um determinado número, e assim por diante… bom, naquela babozeira de que deus criou o homem, teria o feito no 6º dia, 7 seria o “completo espriritualmente falando”.. o que seria impossível para o homem (exceto eu)… então alguns dizem que é uma dizima periódica da “imperfeição”, o 666, outros que seria a soma das latras/números de Nero (que se não me falhe a memória se dizia a divindade “augustos”, e como o homem jamais chegaria ao “7”.. e a soma do Cézar Nero era 666)… e assim por diante… aí a história se mistura com os fatos e boatos… pois em 666 assim como 1666 se dizia que o mundo acabaria… agora, saber o que veio primeiro, o cú ou… digo, o 666 ou os boatos de como ele surgiu, na verdade a coisa mais importante envolvendo o 666 é que ele deixa putos os crentes de qualquer repartição, digo, religião, o que é muito afudê, no mais, não precise te preocupar com ele, aliás, se votares 666, estarás buscando a salvação, da mente, da conciência, e estarás indo pro céu!… agora, pense bem em quem está no céu, e quem está no inferno (segundo os critérios das religiões)… queres ir pra onde?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: