O avesso da pedofilia (ou um Jogo com Padre Alvin (10 de 22))

(Se você quer saber como começou esta história clique aqui para ir para o 1º capítulo.)

Capítulo 10 de 22 (15 a 30 de agosto)

Dizem que não há lugar mais calmo do que o olho de um furacão.

O frio de agosto era intenso e as pesadas roupas não permitiam que a imaginação de Alvin acompanhasse, pelo aumento da barriga de Eloá, o crescimento de seu filho, mas, pelas contas dele, ela deveria estar com 10 semanas de gravidez. Lúcio saia todas as tardes e nas curtas trocas de palavras com Alvin informava que já tinha alinhavado um trabalho como vendedor. Eloá era visitada de duas em duas semanas por Brenda, uma assistente social da comunidade, e essa assistente a levava, quando necessário, ao serviço médico. Brenda fazia um relatório ao padre Alvin que se mostrava interessado, mas procurando não parecer extremamente preocupado com a gravidez, dando mais ênfase ao tratamento psiquiátrico que Eloá estaria fazendo para se livrar em definitivo das drogas que usara antes de estar grávida. Jenô, com o passar do tempo, se tornara mais macia no relacionamento com os novos vizinhos e, sem que lhe fosse pedido, às vezes preparava um prato especial e levava até a casa de Eloá com a desculpa de que agora ela deveria comer por dois. Para Alvin, aqueles meses de espera, que ele calculava como sendo até o fim de fevereiro, eram o seu purgatório. Depois Deus arranjaria sua vida como Lhe aprouvesse. Procurou administrar sua igreja da melhor forma possível embora a presença de Eloá nas missas, às vezes só, outras acompanhada por Lúcio, o perturbasse como uma espinho atravessado na garganta.

***

Numa das manhãs mais frias de agosto Alvin recebeu a visita de Breno, o técnico enviado por Dom Marco, com um poderoso equipamento fotográfico. Ele desenhou ângulos numerados em um mapa do terreno onde apareciam os contornos das construções, e começou a fotografa-las relacionando as fotos com os ângulos no mapa. Como a construção da igreja era antiga e tivesse seu valor arquitetônico, tendo sido toda construída com grandes pedras de basalto numa mistura de estilos entre o românico e gótico, o fotógrafo encontrou ali várias incidências onde pode extravasar sua criatividade como artista. E segundo essa ótica fotografou a casa paroquial e a casa dos hóspedes de Alvin, e depois, assim que percebeu que o casal havia acordado, pediu licença para Eloá para que pudesse obter incidências da igreja vistas do interior da pequena casa. E assim ele bateu muitas fotos da igreja, das casas, e de Eloá e de Lúcio sem que eles percebessem. E depois se despediu de todos e foi embora.

***

Dom Marco, em seu gabinete, com as fotos a sua frente, disse para Breno e Accioli, dois padres que aguardavam a opinião do bispo: “Aparentemente foi fácil fotografar a mulher, mas o homem se mostrou bastante arredio. Pode ser que não goste de ser fotografado. Fucem em tudo. Endereços antigos, parentes, amigos, trabalhos, ficha policial, comércio de drogas, tudo. Quero a vida deles esmiuçada aos mínimos detalhes. Isto deve ser feito de uma forma que os pássaros não desconfiem. Eles não podem voar antes da hora. Acredito que eles planejam alguma coisa a partir dos próximos quatro meses. Preciso saber se estão sós ou se há mais alguém nessa jogada.”

Accioli perguntou: “Podemos contar com a ajuda do padre Alvin?”

Dom Marco respondeu: “Deixe-o fora disso! Sejam invisíveis para Alvin também! Quanto menos ele souber melhor para ele e melhor para a igreja.”

Este bispo mais parece um general da gestapo. Por que não deixa o casal em paz? Ele vê conspiração em tudo…  Continua no próximo capítulo.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Alvin, o padre pedófilo., Contos

Tags: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

3 Comentários em “O avesso da pedofilia (ou um Jogo com Padre Alvin (10 de 22))”

  1. camargo Says:

    por acaso vc sabe onde fica minha casa?

  2. camargo Says:

    ufa… é que eu fiquei me imaginando em muitas fotografias, vários ângulos… sabe lá!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: